14 de abril de 2021
Redação Alternativa

preco-de-venda-voce-sabe-como-calcular-certo---Alternativa-Sistemas

Fazer a precificação de produtos é uma das ações mais importantes para uma empresa. Isso porque é por meio do preço que ela pode crescer de forma saudável, alavancar as vendas na internet ou até mesmo ficar fora do mercado. 

Muitos pensam que para chegar até o preço ideal de um produto/serviço basta considerar os custos, as despesas e o lucro. Mas, não é assim que a coisa funciona. A empresa precisa aliar o cálculo a uma análise de mercado para fazer uma precificação inteligente.

Já parou para pensar em como você calcula o preço de vendas de seus produtos/serviços? Se você ainda não sabe como fazer a precificação correta, nem qual a importância de calcular o preço, prepare-se! O post de hoje foi escrito para você! 

Importância do cálculo e da precificação inteligente

Fazer o cálculo do preço de vendas é indispensável para a sua empresa conseguir vender mais na internet e evitar problemas futuros no caixa. 

Já pensou definir o preço do produto/serviço com base no que a concorrência pratica e não levar em consideração as particularidades do seu negócio? Você pode cobrar mais do que deveria e, consequentemente, perder clientes. Não só isso, contabilizar prejuízo por não considerar todos os custos, as despesas e o lucro. 

Cada negócio possui propostas distintas, certo? Da mesma forma que possui fornecedores, número de colaboradores, gastos e custos diferentes. Assim sendo, fazer a precificação de produtos com base no que o seu concorrente cobra é o mesmo que deixar as necessidades da sua empresa de lado para focar no negócio dele.

É claro que só considerar os custos, as despesas e o lucro não é a única coisa a fazer para chegar ao valor certo. Você também precisa estudar o comportamento do consumidor, compreender o mercado online e avaliar se o seu público-alvo está disposto (ou não) a pagar o preço

Aí você deve pensar: “Por que preciso estudar o comportamento do consumidor e compreender o mercado online? Não posso apenas fazer a precificação de produtos e pronto?” 

Pois bem, você até pode definir o preço do seu produto dessa forma. Entretanto, fazer uma precificação inteligente (que usa informações para determinar a flutuação de valores) é a forma mais assertiva para o seu cliente aceitar a oferta e a sua empresa vender mais na internet. 

Passo a passo para calcular o preço de produtos

Agora que você já sabe qual a importância do cálculo e da precificação inteligente, veja o passo a passo para calcular o preço de vendas dos seus produtos/serviços corretamente:

Passo 1: Mapeie os custos diretos com o seu produto/serviço

O primeiro passo para fazer a precificação de produtos é somar todos os custos diretos que a sua empresa tem com o produto. 

Nesse caso, nos custos diretos entra tudo que é relacionado à compra das  mercadorias ou para a produção delas.

Passo 2: Faça um levantamento de todas as despesas fixas

A segunda etapa para calcular o preço de vendas é fazer um levantamento de todas as suas despesas fixas. Essas despesas englobam aquelas que sua empresa precisará arcar, mesmo sem vender nenhum produto.

Aluguel, mensalidade do provedor do site, salários dos funcionários, pró-labore, contas de água, luz, impostos, entre outros. 

Passo 3: Liste as despesas variáveis

Diferente das despesas fixas, que não possuem nenhuma relação direta com o produto, as despesas variáveis estão diretamente ligadas a ele. Logo, também precisam ser listadas.

Alguns exemplos de despesas variáveis são: embalagens, frete pago pela entrega dos seus produtos, ações de marketing específicas, entre outros.

Passo 4: Defina a margem de lucro desejada

A margem de lucro desejada é o percentual de lucro que a sua empresa quer ter com a venda online dos seus produtos/serviços. 

Você pode definir essas margens desejadas por linha de produto, por fornecedor, entre outros. Ou uma margem alvo padrão para tudo que seu e-commerce fornece.

Essa margem desejada é importante para ajudar a guiar as decisões na sua empresa. Por exemplo, nas linhas onde a margem desejada é alcançada, vale a pena investir maior esforço de vendas. Já para os itens que passam longe dessa margem, talvez seja interessante repensar a presença no seu mix de produtos. Ou em alguns casos até seja razoável aceitar que a margem desejada não será alcançada. 

Nem sempre será possível fazer a margem desejada, por conta de mudanças de mercado, sazonalidade de alguns produtos ou outros fatores. Mas é importante  ter essa “meta” definida para melhor direcionar suas ações.

Passo 5: Faça o cálculo do preço de vendas

Assim que você fizer o levantamento de todos os custos e despesas e definir a margem de lucro desejada já pode fazer a precificação de produtos/serviços. Para isso, deve usar a seguinte fórmula:

Preço de vendas = (custos + despesas fixas e variáveis) + [(custos + despesas fixas e variáveis) * margem de lucro desejada]

Vamos a um exemplo! 

Seu e-commerce vende produtos de linha praia, e para ela você definiu uma margem de lucro desejada de 35%. O custo direto por cada peça é de R$45,00. As despesas fixas e variáveis da operação ficam em torno de R$21,00 por item. O preço de vendas neste caso, de cada peça da linha praia deveria ser R$ 89,10.

Na fórmula, o preço de vendas fica:

Preço de vendas = (45,00 + 21,00) + [(41,00+21,00)*35%]

Preço de vendas = (66,00) + (66,00* 35%)

Preço de vendas = 89,10

 

Passo 6: Verifique quanto o seu cliente está disposto a pagar e quanto os seus concorrentes cobram

Depois que você calcular o preço de vendas é hora de verificar se o seu cliente está disposto a pagar esse valor e quanto os seus concorrentes estão cobrando.

Se o seu preço de vendas fechou em R$ 89,10, mas o seu concorrente consegue vender um produto semelhante por 100,00, o interessante seria você colocar uma margem um pouco maior nas suas vendas. 

Dessa forma, a sua empresa consegue competir de igual para igual no mercado online, ter um lucro mais expressivo e ao mesmo pode compensar produtos com margens menores.

Importante: Além de ajudar a definir o preço ideal de um produto, com esses passos você pode avaliar se é vantajoso ou não ter um determinado item no portfólio. 

Como a tecnologia simplifica a precificação de produtos

O cliente está cada vez mais exigente e o mercado online mais competitivo. Isso significa que otimizar as operações e fazer a precificação correta dos produtos pode ser um divisor de águas para a empresa se sobressair e vender mais na internet.

Até pouco tempo, o cálculo do preço de vendas só podia ser feito manualmente, por meio de planilhas de excel. Mas hoje é possível usar a tecnologia para facilitar e simplificar esse processo. 

Contar com um sistema de ERP, que integra vários setores em um único lugar,  pode beneficiar a empresa de muitas formas:

  • Garante mais agilidade na hora de fazer a precificação de produtos;
  • Disponibiliza informações importantes, em tempo real, sobre o desempenho das vendas e custos;
  • Simplifica a gestão;
  • Otimiza o controle de estoque.  

Gostou do tema? Então leia o nosso post “Markup divisor e Markup multiplicador” para descobrir as diferenças entre as ferramentas de precificação.