17 de novembro de 2021
Redação Alternativa

PIM-e-ERP-quais-as-diferencas-e-vantagens-de-cada-um---Alternativa-Sistemas

Desde que a transformação digital se tornou uma realidade, as empresas passaram a contar com a tecnologia para poder alavancar as suas vendas. A chegada do e-commerce transformou a forma de como vender online em todo o mundo.

Não faltam sistemas de apoio para que a gestão das vendas aconteça de forma eficaz. Entre eles destacam-se os softwares ERP e PIM, fundamentais para o acompanhamento do estoque e do processo das vendas.

Você já utiliza alguma dessas soluções? Conheça as diferenças entre elas? Neste post, você saberá exatamente o que representa cada uma delas, as suas características e também os cenários em que essas ferramentas podem coexistir. Confira!

ERP x PIM – Qual é a diferença?

Se você está aqui, então sabe exatamente os impactos positivos que um sistema digital pode trazer para um negócio que migrou para a web. Mas o que faz cada um desses sistemas?

Para responder a essa pergunta, é preciso entender a funcionalidade do PIM e a do ERP para o e-commerce de forma separada. Em seguida, vamos compreender o que acontece em um ambiente em que ambos operam simultaneamente.

O que é PIM e para que serve?

O Product Information Management (PIM) é o software mais completo para a gestão de um produto. Com ele é possível realizar a coleta, o processamento e manutenção de todos os dados de um produto específico.

Além disso, ele permite a distribuição das informações para parceiros e distribuidores, garantindo a transparência entre as partes envolvidas.

O que é ERP e para que serve?

O Enterprise Resource Planning (ERP) é a ferramenta ideal para a gestão corporativa do processo que envolve a produção de um ou vários produtos.

Diferentemente dos softwares MMS (Merchandise Management System), responsáveis pelas informações de um produto, o ERP se encarrega de detalhar tudo o que acontece na empresa para que a produção ocorra.

Se por um lado, o ERP é repleto de informações sobre como os departamentos interagem entre si para que a produção ocorra, por outro, essa solução apresenta uma carência de dados sobre o produto.

ERP e PIM: como eles trabalham juntos?

Percebe como cada uma dessas ferramentas possuem diferenças evidentes? Enquanto uma está encarregada de detalhar um produto, a outra aborda tudo o que acontece na empresa para que o produto chegue ao varejo.

Se você está se perguntando sobre qual sistema é o ideal para o seu modelo de negócio, então saiba que não é preciso escolher entre um ou outro.

Você pode utilizar o que há de melhor em cada um deles e aproveitar em sua empresa um sistema de gestão para e-commerce completo, contendo todas as informações necessárias para ter uma visão em 360º de seu processo de produção.

A essa interconectividade dá-se o nome de ERP omnichannel, o software capaz de integrar diferentes soluções, proporcionando uma ferramenta única e completa, pronta para transformar a rotina de seu time.

O termo “omni” refere-se ao “todo”, que une-se ao “channel”, no caso, os canais. Basicamente, omnichannel é a união de todos os canais, uma central única para o monitoramento dos processos. Entenda tudo sobre esse conceito logo abaixo.

Sistema de gestão para e-commerce: contando com vários sistemas em apenas um

No início da história dos ERPs, o gerenciamento dos processos era realizado de forma offline, o que era perfeitamente normal e atendia tranquilamente às necessidades das empresas. Mas, o cenário mudou e muito.

Hoje, as empresas são mais exigentes e demandam soluções completas, que sejam acessíveis aos clientes e que tenham um design simples, funcional e elegante. O ERP omnichannel surge como a solução definitiva para atender a todos os envolvidos em uma venda.

A ideia por trás da ferramenta é integrar funcionalidades diferentes, criando uma plataforma única, de fácil acesso e com dados atualizados em tempo real.

O PIM pode ser facilmente integrado ao ERP omnichannel, criando uma nova ferramenta, capaz de gerenciar absolutamente tudo o que envolve um produto, da sua produção até o pós-venda no varejo.

Se você está se perguntando, se o omnichannel é o sistema de gestão para e-commerce que atende as necessidades da sua empresa, então essa dúvida será respondida agora!

O ERP como solução importante para omnichannel

A utilização do omnichannel está em grande ascensão no mundo corporativo e aqui estão as breves características que respondem à pergunta: “Por que um grande número de empresas escolhe o software ERP para e-commerce?”

Melhore a conformidade comercial e reduza o risco: a união entre as ferramentas possibilita, além de uma grande praticidade e acessibilidade às informações, um melhor acompanhamento de tudo o que acontece no entorno de um produto. Tudo isso possibilita a rápida identificação de inconformidades.

Aprimore o atendimento ao cliente: com um acervo maior de informações e detalhamentos, o cliente pode estar envolvido nos processos e acompanhar as suas etapas. Esse modelo é comumente observado nas metodologias ágeis e é muito bem aplicado aqui.

Automatizar a operação de negócios principais: a troca de informações entre as ferramentas permite que as rotinas sejam automatizadas. Isso reduz o tempo dos times de análise e desenvolvimento, promove agilidade nos processos e, consequentemente, uma entrega mais rápida para o cliente.

Visualização global e em tempo real: com dashboards dinâmicos, é possível acompanhar em tempo real o desempenho dos processos. Além de corrigir as falhas, torna-se possível fazer um rápido alinhamento com os times participantes.

ERP Omnichannel na prática

Então, o que é ERP Omnichannel? Ele é um sistema de gestão para e-commerce que apenas agrega algum valor ou que vai muito além e pode transformar a forma de como vender online?

Naturalmente, essa é uma dúvida muito pertinente para quem está avaliando o momento certo de fazer um update internamente.

Então, é importante ter em mente que a ferramenta é uma espécie de sistema ERP para e-commerce, sendo integrada com omnichannel no backend e permitindo a realização das seguintes tarefas:

1 – Centraliza e agiliza os dados de uma forma eficaz, oferecendo suporte aos negócios internos em um fluxo de trabalho;

2 – Sincroniza e atualiza automaticamente (em tempo real) a mudança de dados no backend, em todos os canais de venda, bem como nos dispositivos que atendem ao processo de compra.

Se esses dois pontos são importantes para o seu negócio e possuem o potencial de aperfeiçoar a rotina de como vender online, aumentando a eficiência na entrega de seus produtos, então, sim, o ERP omnichannel é a ferramenta certa para a sua empresa!