12 de maio de 2020
Redação Alternativa

varejos-fisicos-vs-covid-19-venca-essa-batalha-atraves-de-4-dicas---Alternativa-Sistemas

O fluxo de pessoas sofreu uma queda de 9% nos países que estão enfrentando a crise do novo coronavírus há mais tempo do que o Brasil[1]. Mas isso não significa que os impactos estão sendo absorvidos de maneira homogênea por todos os ramos de atuação.

Isso porque, enquanto a crise é sinônimo de quedas nas vendas para algumas empresas, outras empresas têm aproveitado o momento para surfar nas oportunidades e repensar o seu “jeito de vender”.

Segundo a pesquisa “Impactos econômicos do COVID-19”, publicada pela Elo em abril deste ano, setores como materiais de construção (-2%), postos de combustível (-27%), lojas de departamento (-34%), vestuário (-62%), entre outros (-28%) sofreram impactos negativos significativos em seu cenário econômico.

Em contrapartida, os aplicativos de entrega (+135%), supermercados (+55%) e farmácias (+16%), cresceram de maneira inesperadamente rápida desde março de 2020, ao remodelar seu modelo de negócio de maneira rápida e eficaz.

Certamente há uma forte relação entre os tipos de produtos oferecidos por estes ramos do varejo e as novas prioridades estabelecidas pelo consumidor em meio à pandemia. De todo modo, ser “ligeiro” na adaptação, estabelecer um novo modus operandi em meio à quarentena generalizada trazida com a disseminação do novo coronavírus e a rápida inserção dos negócios à transformação digital têm se mostrado essencial para garantir não só o sucesso, mas a sobrevivência das empresas em meio à crise.

Neste sentido, separei 4 dicas mais do que relevantes para ajudar a sua empresa a vencer a guerra contra os impactos mercadológicos trazidos com o COVID-19 e transformar essa crise em oportunidade!

Dica 1 – Venda de forma online 

Se a sua empresa estava relutante em incluir delivery e ferramentas digitais de atendimento ao cliente antes de 2020, essa teimosia deve ser completamente descartada pós COVID-19.

Isso porque a principal mudança instituída pelo novo coronavírus é pausa na circulação de pessoas e a consequente falta de visibilidade “tête-à-tête” da sua marca e o seu cliente.

Não basta mais ter uma linda vitrine no seu negócio físico, é praticamente uma obrigação transportar esta vitrine para o mundo virtual. De modo que o seu cliente se sinta seguro e confortável em realizar os pedidos e compras.

Nesse contexto, ferramentas como Whatsapp Business, Instagram, marketplces e aplicativos de entrega são vitrines bastante estratégicas para o comerciante do varejo físico.

Isso porque essas vitrines já estão “prontas” para o ambiente digital e só precisam que a sua empresa organize as informações e esteja disponível ao cliente para ser visualizada.

Dica 2 – Mude as suas prioridades de venda

Os impactos econômicos, usualmente, são resultado de um efeito dominó. O consumidor tem o seu “ganha pão” ameaçado, isto faz com que ele repense as contas, modifique seus hábitos de consumo e que sente toda essa mudança cultural é o seu faturamento.

Porém, isso não significa que a sua empresa precisa parar de vender, porque as prioridades do seu consumidor alteraram. Pelo contrário, seja rápido/a na remodelação das estratégias de venda e entenda as necessidades do seu consumidor, para que você possa oferecer aquilo que ele precisa e quando ele mais precisa.

Esse desafio é sentido de maneiras diversas de acordo com o ramo de atuação do lojista, mas não significa que seu negócio precisa parar porque a circulação de pessoas – e alguns hábitos de consumo – parou.

Entenda que o isolamento social traz consigo novas necessidades de compra por parte do seu consumidor e cabe ao seu modelo de negócio se adaptar a essas novas necessidades na luta pela sobrevivência mercadológica.

Dica 3 – Estabeleça ferramentas de contato com o seu consumidor 

O isolamento social obrigatório imposto pela crise do novo coranavírus trouxe consigo dois sentimentos praticamente universais à humanidade: incerteza e carência.

E, embora a sua empresa também esteja passando por este turbilhão de sentimentos, isso não significa que o seu processo criativo e produtivo precisa parar para vivenciar toda essa instabilidade generalizada.

Por isso, é essencial que a sua marca saiba como suprir as novas necessidades do seu consumidor, nem que seja para pensar no futuro das vendas, tendo em vista que para alguns setores, estimular o seu cliente a comprar agora “pega até mal” em meio à essa pandemia.

De todo modo, manter o contato com o seu cliente e mostrar para ele que a sua empresa está do lado dele para o que der e vier é mais do que essencial: é seu cartão de embarque para a superação da crise.

Seja por meio do contato interpessoal – através de mensagens direcionadas e diretas – ou através da promoção da conscientização, do trabalho em equipe realizado pelos seus colaboradores, dos cuidados com a higienização dos produtos e até mesmo da divulgação de dicas e campanhas de autocuidado, é essencial que a sua marca invista no marketing digital no atual contexto e esteja sempre visível e disponível ao seu consumidor.

Lembre-se, você pode não ser uma prioridade de venda atual para o seu consumidor, mas deixar claro para ele que a sua empresa está preparada para lidar com qualquer crise, é essencial para manter o nome da sua empresa na lista de empresas preferidas dele.

Dica 4 – Estabeleça parcerias estratégicas e inteligentes 

O momento atual é de coletividade. E isso é aplicável até mesmo na hora de pensar o seu modelo de negócio. Se antes a sua empresa conseguia fazer tudo “sozinha” e não precisava de muitos fornecedores para chegar até o seu consumidor, o isolamento social obrigatório certamente modificou este cenário.

Nesse sentido, encontrar novos parceiros de vendas é uma necessidade empresarial instituída pela quarentena generalizada. Portanto, se aproxime de empresas que já estão inseridas na transformação digital e aprenda com elas.

Isso significa que aplicativos de entrega, marketplaces e empresas de logística em geral devem ser os melhores amigos da sua empresa em meio a pandemia. Pois são estas empresas que vão ajudar o seu negócio a enfrentar a crise de maneira estratégica e inteligente.

Essas 4 dicas são os pilares necessários para que a sua empresa vença a guerra contra os impactos econômicos trazidos pelo COVID-19 e consiga não só sobreviver, mas crescer em meio a este período tão delicado.

Para ficar por dentro de como instituir essas mudanças da melhor maneira, acesse o Blog Alternativa e fique por dentro de nossas postagens semanais. E se você busca um ERP robusto e completo, conheça o Mundo Alternativa Sistemas e todos os produtos e serviços oferecidos!

Que tal tirar suas dúvidas de como vender na internet com a equipe Alternativa?

Nós da Alternativa Sistemas estamos fazendo a nossa parte e contamos com vocês para continuarmos crescendo juntos hoje e sempre! Por isso, divulgamos o nosso Plano de Ação frente à quarentena em prevenção ao Coronavírus (COVID-19). Neste plano de ação, divulgamos as prioridades que foram estabelecidas para atendimento e suporte durante o período de quarentena.

Estamos somente com atendimento remoto durante o período de quarentena (estamos todos trabalhando em home office):

– Se você quer vender na internet utilizando as soluções Alternativa como o ERP Master e-commerce, envie um e-mail para comercial@alternativasistemas.com.br ou ligue para (14) 3879-0580. E se você quiser solicitar um orçamento gratuito, de forma online, clique aqui!

Priorize seus chamados de suporte e atendimento via Helpdesk. Para acessar o Novo Help Desk da Alternativa, acesse o site: http://alternativasistemas.com.br/suporte

– Se você tem requisições financeiras, envie um e-mail para sac@alternativasistemas.com.br;

– Utilize o Telefone somente para chamados de urgência: (14) 3879-0580. Os chamados de urgência são classificados neste link.

Alternativa Sistemas, crescendo hoje e sempre junto com você.

Referências

[1] De acordo com informações da Exame, NYT, Retaildive, Mintel Consumer Market News e o relatório da eMarketer. Fonte: https://canaltech.com.br/mercado/covid-19-como-fica-o-varejo-162067/.