25 de abril de 2017
Redação Alternativa

o-que-significa-oferecer-um-site-seguro-aos-clientes---Alternativa-Sistemas

Uma das primeiras preocupações que as/os empreendedores devem ter em mente ao abrir um negócio virtual está relacionada à segurança que o site oferece às transações. Isso porque de nada adianta ter uma loja virtual bem organizada e com ótimas opções de pagamento se a compra não é realizada de forma segura, podendo repercutir em problemas tanto para os clientes quanto para a própria empresa. Portanto, entender melhor sobre sistemas de segurança e antifraude para e-commerce é um passo essencial na hora de abrir um novo negócio.

O primeiro passo é compreender como se dá a fraude dentro das lojas virtuais. Os oportunistas estão no mundo real e no virtual, mas dentro do ambiente da internet esses sujeitos contam com o anonimato a seu favor, por isso é mais fácil realizar golpes dentro do mundo virtual. Para evitar esse tipo de situação a sua loja deve estar atenta a tentativas de roubo de informações dentro de sua rede.

Usualmente as fraudes ocorrem através de malwares, que são programas maliciosos que tentam se infiltrar ao servidor das lojas na busca de acesso ao banco de dados do e-commerce. A busca por esse acesso pode ocorrer com o intuito de modificar o preço de certos produtos, o layout do site, mudar informações de login, assim como para roubar informações sobre cartões de crédito e débito dos clientes. Dessa maneira, fica evidente que tanto a loja, quanto o cliente podem sair lesados dessa situação.

Para evitar as fraudes, existem alguns passos que os lojistas podem dar como escolher uma plataforma 100% na nuvem, já que estas oferecem mais segurança do que as outras opções. Da mesma forma, a sua loja deve buscar por certificação digital em seu negócio, já que assim é possível garantir segurança à transação em seus diversos aspectos. Confira alguns tipos de certificado digital:

Certificado Digital

Certifica que a privacidade e integridade das informações fornecidas pelos clientes estão protegidas. Desse modo, dados de cartões de crédito/débito assim como dados do login e informações pessoais cadastrais são transformadas em códigos que podem ser lidos somente pelo servidor do site e do cliente. Possuir este tipo de certificado costuma ser uma das exigências feitas a e-commerces por parte de gateways e intermediários de pagamento, já que bancos e operadoras de cartão não disponibilizam seus serviços a sites sem certificado.

como-funciona-o-certificado-digital---Alternativa-Sistemas

Alguns exemplos de empresas certificadoras são a Certisign, a Norton e a Google. Existe mais de um tipo de certificado digital, mas o Certificado SSL é o mais conhecido e possui mais de um tipo, sendo que cada um se adapta melhor a um tipo de negócio:

SSL Simples: Criptografa os dados que foram inseridos no site, protegendo os dados dos clientes.

SSL EV: Também realiza a criptografia, mas vai além ao validar as informações da empresa, como CNPJ e endereço. Este serviço que faz que a barra dos navegadores fique verde, indicando a segurança do site ao cliente.

SSL Wildcard: Realiza todos os serviços anteriores, mas com a facilidade de ampliar os serviços para vários subdomínios sem custo adicional.

Selos Digitais

Atestam que o site possui certificado digital, isso permite que as chances deste e-commerce sofrer invasão diminuam bastante, já que sites com selo digital adotam medidas de segurança que identificam possíveis brechas no sistema e evitam que pessoas mal intencionadas consigam ter acesso as informações do site. Não é uma medida obrigatória, mas acrescenta bastante segurança ao comprador, podendo aumentar a conversão da loja.

Os selos também atestam a qualidade do serviço e dos produtos oferecidos pela loja, dessa forma das lojas grandes as pequenas o consumidor pode ter acesso ao padrão de qualidade oferecido pela marca, através de selos digitais. Até mesmo se avalia o quão “verde” e preocupada com o meio ambiente as empresas são, já que alguns selos avaliam o quanto aquela loja compensa seu consumo de CO2 ao plantar árvores ou comprar cotas de plantio.

 

como-funciona-o-selo-digital---Alternativa-Sistemas

Alguns exemplo de empresas que fornecem selos digitais são a EBit e a DigitCert.

 

Blindagem Digital

Protege a loja dos ataques virtuais de programas mal intencionados e podem contar ou não com certificados, mas o ideal é possuir os dois mecanismos. Esse tipo de segurança age de maneira passiva, ou seja, se um programa mal intencionado tentar invadir o servidor a blindagem age, protegendo o site. Uma empresa bem conhecida no mercado que oferece este tipo de serviço é o Site Blindado.

Assim como os selos digitais, não é uma medida exigida de forma obrigatória por gateways e intermediadores, mas também acrescenta bastante segurança ao comprador, o que pode repercutir no aumento da conversão da loja.

como-funciona-a-blindagem-digital---Alternativa-Sistemas

WAF

Assim como a blindagem esta ferramenta tem a função de proteger o site, mas sua atuação é um pouco diferente: o WAF age de maneira ativa como um firewall, ou seja, é um serviço de proteção “ambulante” que toma medidas de segurança em determinadas situações, antes mesmo que a tentativa de invasão aconteça. Além de determinar quem entra ou sai do site tendo por base algumas regras, como tipos de transações ou requisições permitidas.

Também não é uma medida obrigatória e seu custo é bem mais alto que os outros serviços, em contrapartida oferece um serviço de proteção mais seguro. Algumas empresas que oferecem este serviço são a Site Blindado e a Sucuri.

como-funciona-o-waf---Alternativa-Sistemas

Compreendendo melhor quais são as medidas de segurança necessárias em seu site e como cada uma delas funciona a contratação deste tipo de serviço fica mais fácil, já que assim a/o empresário vai conhecer as opções de mercado de maneira consciente, realizando uma contratação mais eficaz.