1 de dezembro de 2017
Redação Alternativa

dezembro-vermelho-e-preciso-falar-sobre-dst---Alternativa-Sistemas

Em 2017 o Brasil resolveu aprovar o projeto de lei que faz do mês de dezembro um período dedicado às campanhas de prevenção e conscientização sobre as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e dar um passo positivo no combate a essas doenças. O projeto de lei nasceu através da iniciativa da deputada federal Erika Kokay e prevê que a mobilização alie parcerias entre o poder público, sociedade civil e organismos internacionais na busca do enfrentamento da Aids e outras DSTs.[]

Continue Lendo



1 de dezembro de 2016
Redação Alternativa

Dezembro Laranja - Cuide de sua pele - Alternativa Sistemas

Viver em um país tropical como o Brasil tem diversas vantagens: praias lindas, um clima agradável e um sol maravilhoso que acompanha quase todas as estações do ano; mas sabia que a exposição solar pode ser prejudicial para a sua pele? Até mesmo mais de 15 minutos de exposição direta ao sol já pode ser motivo de preocupação, por conta disso é muito importante saber melhor sobre os cuidados que devemos ter com a nossa saúde ao tomar sol.

Com as férias e o verão chegando, aumentam os passeios às praias e piscinas, pensando nisso o mês de dezembro é dedicado à conscientização contra o câncer de pele e a promoção dos cuidados com a pele. A campanha existe com o intuito de diminuir as estatísticas em relação ao câncer de pele no Brasil, já que alguns hábitos simples podem evitar o desenvolvimento da doença.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa é de 175 mil novos casos de câncer de pele no Brasil durante o ano de 2016, sendo este o tipo de câncer mais frequente do país, correspondendo a 30% dos casos. Frente a esses números, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) criou a campanha Dezembro Laranja que busca promover a conscientização das pessoas em relação aos cuidados com a pele.

Hábitos simples e que devem ser incorporados ao cotidiano podem ser muito importantes na prevenção de problemas com a pele. Um desses hábitos é o uso de filtro solar: uma ação simples e rotineira só adotada por 32% dos brasileiros de forma habitual. Esses cuidados devem ser incorporados à nossa rotina, já que 70% da exposição solar que recebemos é feita de maneira indireta ou ocasional, ou seja, mesmo que não estejamos diretamente embaixo do sol, estamos expostos à irradiação solar.

Os efeitos da irradiação são cumulativos, mas é necessário ter um cuidado especial durante nossa juventude, já que 80% da radiação que recebemos é feita ao longo dos primeiros 20 anos de vida. Portanto, os cuidados com as crianças e jovens devem ter atenção maior.

Faça como a Alternativa, compartilhe essa campanha e siga os seguintes passos para se prevenir do câncer de pele:

Infográfico - Dezembro Laranja - Alternativa Sistemas



8 de novembro de 2016
Redação Alternativa

Novembro Azul - Vamos quebrar o preconceito e entender o câncer de prostata? - Alternativa Sistemas

O Câncer de Próstata atinge 7,8 homens a cada hora, totalizando cerca de 70 mil casos por ano, segundo a estimativa do INCA em 2014. E apesar de a doença ser a que mais atinge os homens- responsável por 6% dos óbitos por câncer no mundo, aparecendo em 95% dos casos em estágio já avançado, o que dificulta a cura- a enfermidade ainda é motivo de tabu e muito preconceito: pouco se fala sobre o assunto que é tão relevante.

Um dos motivos da dificuldade em se falar sobre o tema é o fato de homens frequentarem pouco o urologista, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), em pesquisa realizada em 2015, 51% dos homens nunca consultaram um urologista. Essa falta de hábito dos homens prejudica a conscientização sobre a doença e mesmo a prevenção da enfermidade, que em muitos casos poderia ser detectada de maneira precoce e curada com tranquilidade.

Pensando nisso criou-se o Novembro Azul, um movimento de conscientização sobre o câncer de próstata e que busca promover a importância dos exames de próstata anuais. Ainda segundo a SBU, realizar os exames anuais a partir dos 45 anos reduz em 21% a taxa de mortalidade pela doença, por isso é importante deixar o preconceito de lado e realizar os exames de maneira regular.

Entendendo melhor a doença, o câncer de próstata é o resultado da multiplicação desordenada das células da próstata formando um tumor. Normalmente essa multiplicação se dá de maneira lenta e assintomática, o que dificulta a sua percepção e detecção, por isso é tão importante a realização de exames periódicos.

Existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento da doença, como:

  • Idade- 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos;
  • Histórico familiar;
  • Cor da pele- há maior incidência entre homens negros;
  • Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos;
  • Sedentarismo;
  • Obesidade.

Independente da predisposição para a doença é importante a conscientizar a todos os homens sobre a importância do exame periódico, confira algumas informações acerca do procedimento e quebre esse preconceito conosco:

Conscientização Novembro Azul - Alternativa Sistemas

PSA ou Exame de Sangue

É feito através da analise das quantidades do hormônio PSA no sangue da pessoa, que costumam constar valores normais abaixo de 4ng/ml. O procedimento não exige nenhuma preparação especial, é só ir ao laboratório e retirar a amostra.

Toque Retal

Consiste no exame de toque da próstata para análise do tamanho e aspectos gerais da glândula. Não exige nenhuma preparação, mas alguns médicos indicam a ingestão de um laxante para limpar o intestino. Durante o exame o paciente permanece em pé, ligeiramente inclinado e deve contrair os músculos da região pélvica. É indicado a partir dos 50 anos para homens em geral e a partir dos 45 anos aos homens com predisposição ao desenvolvimento da doença.

Ultrassonografia

Através deste exame analisa-se o tamanho ou alterações na estrutura da glândula. O procedimento não exige nenhuma preparação prévia.

Fluxometria ou Medição do Jato de Urina

Através da análise da força jato de urina e a quantidade de micção expelida pelo indivíduo é possível notar alterações na próstata, já que em casos de enfermidade o jato fica mais fraco e lento. Para realizar o exame é necessária a ingestão de ao menos 1L de água, deixando a bexiga cheia; o paciente deve urinar em um aparelho específico que faz a medição e o registro.

Exame de Urina Laboratorial

A análise da urina do paciente pode indicar a presença de alterações como sangue ou microrganismos por conta de infecção no trato urinário. Essas alterações podem significar alterações no funcionamento da próstata. No exame o indivíduo coleta a primeira urina do dia -logo após acordar- em recipiente plástico fornecido. Depois encaminha a amostra para o laboratório.

Biópsia

Através da biópsia é possível confirmar diagnósticos de modificações na próstata, descobrindo-se se o tumor é benigno ou há desenvolvimento de câncer. Para o exame exige-se a ingestão de antibióticos 3 dias antes do procedimento, a ingestão de laxante para limpar o intestino e jejum 6h antes do exame. O procedimento consiste na retirada de um pedaço da glândula para a sua análise.



6 de outubro de 2016
Redação Alternativa

Outubro Rosa - Alternativa Sistemas

O câncer de mama é uma doença que atinge muitas mulheres pelo Brasil e pelo mundo, sendo o tipo de câncer mais comum entre elas. Somente para o ano de 2016 espera-se a ocorrência de 57.960 novos casos da doença entre as brasileiras, segundo o INCA. O câncer de mama corresponde a 25% dos novos casos de câncer todo ano, tornando a conscientização sobre a doença muito importante na luta pela prevenção.

A relevância da conscientização sobre essa enfermidade levou a criação do Outubro Rosa: um mês dedicado à troca de informações e promoção do conhecimento sobre o câncer de mama. O movimento nasceu nos Estados Unidos durante a década de 1990 e conta com a participação das brasileiras e brasileiros desde 2010 na luta em prol da conscientização e controle da doença.

Assim como nos outros tipos de câncer, o câncer de mama consiste na multiplicação anormal de células até a formação de um(s) tumor(es), a diferença é que no câncer de mama são células da mama eu sofrem dessa anomalia. Existe mais de um tipo de câncer de mama, sendo que alguns se desenvolvem mais rápida ou lentamente. De acordo com o INCA, o câncer de mama é o mais recorrente entre as mulheres da região Sul, Sudeste, Centro-oeste e Nordeste, os estados mais populosos do país.

É importante que todos tenham acesso às informações sobre a doença para que o diagnóstico possa ser feito o quanto antes e o tratamento se inicie logo, assim as chances de sucesso e cura são maiores. Portanto, acompanhe algumas dicas sobre a saúde mamária:

– Não há idade mínima ou máxima para a realização da mamografia, mas a partir dos 40 anos recomenda-se que o exame seja realizado de maneira anual, mas se você possui histórico da doença na família indica-se a mamografia anual a partir dos 30 anos;

– O câncer é uma doença que não tem uma causa específica e sim vários fatores em atuação, portanto manter um estilo de vida saudável é uma maneira de prevenir a doença: alimente-se bem, evite produtos industrializados e não seja sedentária, pois praticar atividades físicas ajuda seu corpo a estar sempre em movimento;

– Existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de mama, alguns são evitáveis como o tabagismo (consumo de cigarros) e alcoolismo, outros hereditários como histórico familiar da doença e obesidade ou inevitáveis como menarca precoce, menopausa tardia, idade avançada e predisposição genética a doença. De qualquer forma, estar atenta aos sinais de seu corpo e preocupar-se com a prevenção é importante em todas as situações;

– Realizar o autoexame periodicamente é rápido e fácil, ajudando a notar se há modificações no corpo, confira como realizá-lo:

Autoexame Cancêr de Mama - Outubro Rosa - Campanha Alternativa Sistemas

Seguindo as dicas e se mantendo consciente sobre o câncer de mama é possível prevenir a doença ou mesmo realizar o diagnóstico de forma precoce, aumentando as chances de sucesso no tratamento. Que tal compartilhar essa conscientização com todos durante o mês de outubro? Compartilhe nossa matéria e faça parte do movimento Outubro Rosa você também!