18 de junho de 2019
Redação Alternativa

4-sinais-de-que-esta-na-hora-de-demitir-um-cliente---Alternativa-Sistemas

Todo empreendedor/a sabe que os clientes são essenciais para que a sua empresa prospere e cresça cada vez mais, mas e quando o seu cliente é tão problemático que, ao invés de lhe ajudar, só lhe atrapalha? Esses casos são raros, mas muito reais e só quem já teve um cliente-problema deste porte sabe que a melhor solução é romper o relacionamento quando todas as tentativas de conciliação e solução foram esgotadas.

Para que você consiga se prevenir de prejuízos irrecuperáveis, a Alternativa separou 4 sintomas de que o seu cliente precisa ser demitido, pois a relação entre ele a sua empresa é mais prejudicial do que benéfica para o seu negócio:

O cliente gasta tempo, mas não gasta dinheiro

Tem clientes que tomam muito tempo exigindo atendimento personalíssimo, mas não investem compras na sua empresa na mesma proporção que a sua empresa investe tempo para conquista-lo. Por óbvio, é preciso ter cautela para verificar essa realidade, não é qualquer cliente que gasta tempo que não é benéfico, pois o cliente pode comprar pouco, mas sempre. Porém, alguns clientes perdem muito tempo da empresa e retornam muito pouco – ou nada – impedindo a empresa que investir este tempo nas atividades que realmente são estratégicas.

O cliente não te ouve e quer tudo do jeito dele

Aquela máxima de que ‘o cliente sempre tem razão’ já se mostrou uma falácia há tempo e hoje as relações são cada vez mais horizontais, principalmente com o poder adquirido pelo consumidor com a evolução da tecnologia. E em alguns casos o cliente vê problemas onde não tem ou não aceita as recomendações da empresa, querendo controlar todas as etapas. É essencial que o seu cliente trabalhe com você para que o resultado desejado seja alcançado, mas em uma situação em que o cliente não confia no seu trabalho, as vezes não compensa o transtorno e todo mundo pode ficar muito insatisfeito no fim da operação.

O cliente não te ouve e não lhe respeita

Para qualquer relação sadia a comunicação e o respeito são essenciais, todavia, em alguns casos o cliente não quer fazer a parte dele para que a comunicação seja clara e completa. Lembre-se que toda comunicação é feita de mensageiro e receptor, se o receptor não está disposto a receber a informação, a sua empresa pode ter o melhor plano de comunicação do mundo e ainda assim vai falhar. A mesma situação é observada quando o seu cliente não respeita a sua marca e seus representantes.

Você não aguenta mais trabalhar com este cliente

Se você sente que fez sua parte – de tudo e mais um pouco – e não sente avanços na situação e ainda aquele contato está lhe fazendo um mal desnecessário, é preciso cortar a relação. Trabalhar por si só já é muito desafiante e em alguns casos o cliente simplesmente não vale o investimento, seja do ponto de vista do faturamento ou do aspecto emocional mesmo. Lembre-se para que você esteja focado/a no sucesso é preciso estar equilibrado e trazer para perto de si toda a positividade possível para enfrentar os desafios e encontrar as soluções necessárias. Tem pessoas que são tão desgastantes que podem lhe atrapalhar, prejudicando o seu negócio de forma imensurável.

Importante pontuar que a ‘demissão de seu cliente’ não precisa ser traumática ou ser levada para o lado pessoal. Pelo contrário, se você tem certeza de que esse é o passo certo, verifique o contrato firmado entre você e o cliente e cumpra todos os passos exigidos para quebrar a relação de trabalho entre vocês. Nem sempre o trabalho dá certo com um cliente, mas esses casos são exceções que devem ser diagnosticadas com tranquilidade e profissionalismo, assim a sua marca não sai prejudicada e você não se estressa mais do que deveria.